sábado, 12 de novembro de 2011

Casa de pobre, tacho de cobre

Hoje, hoje mesmo, ainda à pouco fiz uma compra.
A compra de um livro, daquelas que são pechinchas, que nem em saldo se costumam encontrar quanto mais praticar.
Se por um lado fiquei contente por outro fiquei indignado.
Sei que atravessamos dias de crise e pelo que dizem o pior está para vir, mas se o que dizem for verdade, então que venha a crise porque os pobres também necessitam de sobreviver a avaliar pela compra que fiz a um preço que nem ao diabo lembra.
Com valores assim (verdadeiros achados) e que quem os pratica ou não sabe o que está a vender ou a crise é tanta que já "marcha" por qualquer preço, sei que doravante vou engrossar a minha "biblioteca" de livros sobre tauromaquia, que de outra forma não os podia adquirir.
Este exemplar que ainda não possuía é da autoria do Sr. Manuel Peralta Godinho e Cunha com prefácio do Sr. Joaquim Trancas de Oliveira Lucas, de quem sou amigo.
Quanto ao Sr. Manuel Peralta, não o conheço pessoalmente mas já tive o prazer de "teclar com ele" de visionar os seu blogues "Partebilhas" e "Tordesilhas" ao mesmo tempo que já deixou os seu sábios comentários neste meu "nosso" blogue.  
Algumas das obras do Sr. Manuel Peralta Godinho e Cunha

* Praça de Toiros de Santarém - Actuação dos Grupos de Forcados no Século XX
* 40 Anos do Grupo de Forcados Amadores de Èvora
* Os Forcados nos Concursos de Ganadarias de Évora
* João Patinhas - Um Forcado

Com o pseudónimo de Manuel da Zica
* Moscas Taurinas
* O Gato do Campo Pequeno


E assim é, em " Casa de pobre, tacho de cobre" que venha essa crise para eu poder desfrutar dela enriquecendo  a minha "biblioteca" ao mesmo tempo que talvez me vão aparecendo mais dados sobre os Grupos de Forcados que ao longo dos anos se foram formando na Vila de Riachos.
 
Sr. Joaquim Trancas de Oliveira Lucas

1 comentário:

  1. Meu caro Amaral

    O livro a que se refere é o “Moscas Taurinas” que o meu amigo Senhor Joaquim Trancas de Oliveira Lucas fez o favor de escrever o prefácio.
    Livro de teve duas edições, mas que está esgotado, tal como “O Gato do Campo Pequeno”, mas que se pode encontrar num ou outro alfarrabista.
    Espero que goste da leitura destas “Moscas” que têm muito que ler nas entrelinhas.
    Obrigado pela divulgação.
    Um abraço,
    Manuel Peralta Godinho e Cunha

    ResponderEliminar